Maria Paula França Oliveira Vieira

0
126

Especializada em Lei Geral de Proteção de Dados, Maria Paula França Vieira ama trabalhar com Direito Empresarial, Família e Imobiliário – com ênfase na área rural.

Para a advogada, são diversos os desafios da carreira, mas ela destaca o advento da pandemia do Covid-19, que, incontestavelmente, provocou a aceleração da adaptação dos profissionais à atuação virtual. “Isso, certamente, levaria muitos anos para acontecer. Inicialmente, nos deparamos com a dificuldade do judiciário em adaptar-se à essa nova realidade, visto ser ainda um sistema arcaico, mas atualmente, frente a essa brusca revolução tecnológica, tenho notado uma postura progressista nos operadores do direito, somado a um sistema judiciário disposto a se reinventar”, afirma ela.

Um outro grande desafio, apontado por Maria Paula, é acompanhar a evolução e as mudanças sociais e culturais, que acontecem a todo o instante e que, consequentemente, influenciam nas relações pessoais e comerciais. “Além disso, fazer com que os clientes compreendam esses necessários avanços como, por exemplo, a implementação da Nova Lei Geral de Proteção de Dados, que confere maior proteção dos direitos fundamentais de liberdade e de privacidade de cada indivíduo”, comenta.

A profissional acredita que o futuro da advocacia consiste na oferta de soluções abrangentes e inovadoras ao cliente. Segundo ela, atualmente, todos possuem acesso à informação, e, em muitos casos, além do cliente entender seu problema, já sabe exatamente qual a solução. “Então, não vejo muita saída para os profissionais, que mantém o formato básico de atendimento e prestação de serviço, sem aprofundar na experiência do cliente, e sem implementar serviço personalizado em cada situação”, conclui Maria Paula.