A ORDENAÇÃO DO MAIS NOVO PADRE DE ALÉM PARAÍBA

0
839

No dia 27 de Outubro de 2018, foi realizada a ordenação presbiteral do Diácono João Victor Melo Martins, a celebração destinada à formação do sacerdote, foi presidida pelo Bispo, Dom José Eudes. O evento foi realizado na Igreja Matriz de São José, o convite para a Cerimônia foi aberto para o público e estiveram no evento cerca de quase duas mil pessoas.

Estiveram presentes na cerimônia, muitos padres liderados pelo Bispo Diocesano de Leopoldina (MG), diversos fiéis de Além Paraíba e outras cidades da região. E pra quem pensa que a celebração contou apenas com a presença da comunidade católica, estão enganados, pois teve também a participação de cristãos evangélicos e autoridades das cidades por onde Pe. João Victor trabalhou.

A consagração foi considerada memorável para a cidade de Além Paraíba e provocou muita comoção entre todos os envolvidos, muitos familiares e amigos ficaram bastante emocionados. A mobilização e a dedicação da comunidade de Além Paraíba, liderados pelo Padre Tadeu, da Paróquia de São José foi uma das coisas que mais chamou a atenção no preparo da celebração.

Pe. João Victor é natural da cidade de Além Paraíba, nasceu no dia 31 de Janeiro de 1989, ao concluir o ensino médio na Escola Estadual São José, seguiu para a cidade de Muriaé onde iniciou o curso de Comunicação Social na Faculdade FAMINAS. Esse período foi fundamental para o descobrimento da vocação sacerdotal, pois foi quando João Victor dividiu residência com um padre para ajudar nas despesas mensais. Após inclina-se para a vida religiosa, o estudante procurou uma equipe diocesana para fazer um acompanhamento vocacional, processo que é realizado com padres e psicólogos.

Em Juiz de Fora (MG), João Victor estudou Teologia e Filosofia, graduações que são indispensáveis para a formação do sacerdote. No dia 12 de Dezembro de 2017, foi ordenado diácono transitório e enviado para trabalhar na paróquia Nossa Senhora da Encarnação, localizada na cidade de Guiricema (MG). Entrevistamos Pe. João Victor, para entender melhor sobre a sua caminhada até o sacerdócio.

MG: Desde o seminário até a sua ordenação para padre, o que o senhor destacaria como mais impactante na sua trajetória?

Pe. João: Eu destacaria o contato com o povo nas diversas paróquias que eu passei durante o seminário e isso confirmou a minha vocação. Tem uma frase que diz que onde há povo, existe razão de ser pastor/padre, pois a razão do sacerdote é cuidar do povo de Deus.

MG: Você acredita que a faculdade de comunicação tenha influenciado na sua decisão para o sacerdócio?

Pe. João: Com certeza, o sacerdócio utiliza muito a comunicação, eu sempre gostei muito de contribuir com na diocese, nos sites, páginas e isso me ajudou muito. O padre é um grande comunicador e formador de opinião, ou seja, um líder de comunidade. A comunicação sempre teve a ver com a minha vocação, eu ainda quero concluir meu curso de jornalismo se Deus quiser.

MG: Com relação à oratória, o senhor sempre gostou de falar em público?

Pe. João: Sempre tive muito gosto e muita facilidade em me expressar, de falar em público, eu sempre me identifiquei com isso, acho que isso me levou a procurar o jornalismo e depois me levou a procurar o sacerdócio. Acho que as coisas estão ligadas, não deixo de ser um comunicador, apesar de não ser jornalista profissional formado, mas já atuei em rádios aqui da cidade, ou seja, sempre tive uma identificação com a área da comunicação.

MG: Com relação à situação política atual do país, como formador de opinião qual a sua opinião sobre essa divisão da população em relação a partidos políticos?

Pe. João: A questão política, nós chegamos num momento crítico mesmo, é importante que cada pessoa possa criar uma análise com a conjuntura política, pois quando as coisas estão ruins no país as nossas cidades sofrem muito com isso, pois são cidades pequenas na nossa região. Acho importante cada um criar um sendo crítico, é importante, mas acho que se tornou um exagero, pois muitas pessoas estão lutando por ideologias, estão tomando partidos pessoais. É preciso analisar, pois foram criados grupos onde há ofensas de ambas as partes e acabamos polarizando a política em dois lados, isso é ruim para a democracia, pois a democracia é mais do que isso, ela significa você ter opções para fazer sua escolha, a democracia é algo muito bonito e importante que nós conquistamos e acho que precisamos continuar lutando por isso a cada ano, a cada eleição, mas sem virar um problema pessoal. A politica é uma questão comunitária, comum de todos os indivíduos. Não podemos abrir mão de princípios básicos que são importantes para uma discussão saudável.

MG: O líder religioso é um formador de opinião e muitos deles estão expondo opiniões apoiando partidos políticos, qual a sua opinião sobre isso, eles devem sim continuar moldando o pensamento das pessoas a partir de suas próprias convicções politicas ou devem ser imparciais?

Pe. João: Jesus era um homem político, ele não politiqueiro que é diferente, ele estava envolvido com o bem comum das pessoas nas comunidades, ia ao encontro dos menos favorecidos. Eu particularmente não manifesto a minha opinião em público, acredito que o voto seja secreto e que cada fiel precisa fazer sua análise, a CNBB que é a Conferência Nacional dos Bispos nos orienta a não apoiar nenhum candidato, eles não apoiaram nenhum. Eu optei por não expor meu voto nas redes sociais, acho que eu posso formar um senso crítico para que as pessoas analisem o contexto, os candidatos e façam suas próprias escolhas. Em momento nenhum escolheria candidatos para os meus fieis, eu não critico quem faça, acho que cada um deva ser o juízo da sua própria consciência.

No dia da nossa entrevista com o Pe. João Victor, eles nos contou que foi recebido na Prefeitura de Além Paraíba no dia 01 de Novembro de 2018, conversou com o vice-prefeito Paulo Gosdstein e gestores que estavam presentes na reunião. Destacou a necessidade de politicas públicas de inclusão das periferias e do centro da cidade, é preciso que todos sejam incluídos.

Padre João Victor se emocionou ao falar do imenso carinho que sente por Além Paraíba, e afirmou que em breve retornará para a cidade de Guiricema (MG), onde continuará a sua caminhada.

Fotos: Stephane Pitzer
Texto: Vanessa Velozo